Últimas notícias

Saúde

  • Cuidados e prevenção contra a febre do carrapato
    Cuidados e prevenção contra a febre do carrapato

    Todos os anos entre o fim da primavera e o início do verão as autoridades médicas e sanitárias dos Estados de New England – Vermont, Maine, New Hampshire, Massachusetts, Rhode Island e Connecticut alertam para o aumento do número de carrapatos, que possibilita o surgimento da doença de Lyme e de outros males associados com os sugadores de sangue.

    Para as autoridade é sempre tempo de informar a população por causa da infestação dos carrapatos que fazem animais como os ratos, esquilos e outros pequenos roedores como hospedeiros.

    Tipos de carrapatos mais comuns na região
    Carrapatos de patas negras
    Os carrapatos de patas negras (Black-legged Tick), são responsáveis pela disseminação da doença de Lyme (Lyme Disease), da babesiose, anaplasmose, Borrelia miyamotoi e vírus Powassan. O maior risco de ser mordido por este tipo de carrapato ocorre em toda a primavera, verão e outono. No entanto, os adultos também podem procurar um anfitrião qualquer se as temperaturas de inverno estejam acima de zero.

    Carrapatos de cachorros
    Os carrapatos de cachorros (Dog Tick) são responsáveis pela disseminação da febre maculosa e certos tipos de tularemia. Em geral, apenas o carrapato de cachorro adulto vai morder os seres humanos. O maior risco de ser mordido por um carrapato de cachorro ocorre durante a primavera e o verão. Carrapatos de cachorros adultos têm o tamanho de aproximadamente uma semente de melancia.

    Carrapatos estrela solitária
    Os carrapatos estrela solitária (Lowe star) não são uma fonte significativa de doenças humanas em Massachusetts neste momento, mas são capazes de espalhar tularemia, erliquiose e doença exantemática associado-tick sul (STARI). A saliva do carrapato estrela solitária pode ser irritante, provocar vermelhidão e desconforto no local da picada, mas não indica necessariamente qualquer infecção. A saliva do carrapato estrela solitária pode causar alergia a vermelhidão em algumas pessoas.

    Tenha cuidado com os carrapatos
    A doença de Lyme (Febre do Carrapato), transmitida a pessoas e animais pela picada de um carrapato infectado, é a doença causada por carrapatos mais comum em Massachusetts. Desde 2009 milhares de casos foram registrados no Estado. A doença pode causar complicações sérias se não for reconhecida e tratada cedo. Os carrapatos do veado podem também transmitir germes que causam outras doenças, como a babesiose e anaplasmose. Embora pouco comuns, essas doenças são muito sérias.

    Carrapatos mais comuns em New England. Fotos: DPH

    Para evitar contrair uma doença transmitida pela picada de um carrapato, você deve:
    – Usar repelente que contenha DEET de acordo com as instruções no rótulo do produto;

    – Vestir camisas de manga comprida e calças dentro das meias. A roupa deve ser, de preferência, de uma cor clara. Isso ajudará a ver se um carrapato estiver na sua roupa e evitar que entre em contato com sua pele;

    – Considerar a possibilidade de aplicar um repelente que contenha permetrina na sua roupa, seguindo as instruções no rótulo do produto;

    – Se você esteve em algum lugar onde pôde haver carrapatos, reviste seu corpo, assim como as crianças e seus animais de estimação uma vez por dia. Os carrapatos costumam ficar nas seguintes áreas do corpo: axilas, raiz do cabelo, virilha, pernas, coxas e dentro ou por trás das orelhas. Procurar carrapatos no seu corpo é uma maneira eficaz de evitar as infecções causadas por esse animal. Se achar um carrapato preso no seu corpo, tente tirá-lo o mais rápido possível. Use uma pinça de ponta fina para pegar o carrapato o mais perto da sua pele possível e puxe para fora de uma vez só. Retirar o carrapato preso dentro de 24 a 36 horas após a picada é uma forma muito eficaz de evitar uma infecção;

    – Saiba que os sintomas iniciais da doença de Lyme incluem brotoeja (erupção da pele) na região da picada e/ou sintomas semelhantes aos da gripe. Consulte com um profissional da área da saúde se você apresentar algum desses sintomas.

    O Department of Public Health (DPH), disponibiliza informações em diversos idiomas, acerca da febre do carrapato, inclusive em português do Brasil, para que a população saiba mais sobre as doenças transmitidas por carrapatos e como preveni-las. As informações são de responsabilidade do Department of Public Health (DPH).

Imigração

  • Campanha ‘Diga não ao coiote’ alerta para os perigos da imigração ilegal
    Campanha ‘Diga não ao coiote’ alerta para os perigos da imigração ilegal

    O US Customs and Border Protection (CBP) lançou na terça-feira, 11, a campanha de publicidade digital ‘Say No to the Coyote’ ou ‘Diga não ao coiote’ em uma tradução literal, para dissuadir migrantes de países que fazem parte do Triângulo Norte, Honduras e Guatemala, e de outras nações que podem considerar fazer a perigosa travessia até a fronteira com o México. Os anúncios passarão uma mensagem clara: “os contrabandistas estão mentindo para você, o fato é que entrar nos Estados Unidos ilegalmente é crime”. Os anúncios destacam que os contrabandistas, conhecidos como ‘coiotes’, lucram cifras milionárias com migrantes vulneráveis.

    “Os contrabandistas usam mentiras para atrair pessoas vulneráveis ​​para uma jornada perigosa que muitas vezes termina com a sua remoção do país ou leva à morte. Esta campanha de publicidade digital é um componente importante dos esforços do governo dos Estados Unidos para evitar tragédias e reduzir a migração ilegal”, disse Chris Magnus, comissário do CBP.

    A campanha que terá inicialmente a duração de dois meses alcançará migrantes em telefones celulares, nas redes sociais e outras plataformas digitais, direcionando os migrantes para uma página que expõe duras realidades, incluindo o fato de que os coiotes são criminosos e que as leis de imigração dos Estados Unidos ainda são em vigor.

    Durante anos, o CBP promove campanhas publicitárias para dissuadir pessoas de colocar suas vidas nas mãos de coiotes e para informá-los sobre as leis de imigração dos Estados Unidos. Esses anúncios expandem esses esforços e fazem parte de um plano abrangente do US Department of Homeland Security (DHS) para coibir qualquer aumento potencial no número de migrantes que tentar atravessar a fronteira com o México a entrar irregularmente nos Estados Unidos e que de acordo com a mensagem da campanha serão imediatamente expulsos do país ou colocados em processo de deportação de imigração. 

    As pessoas também receberão um lembrete sobre os milhares que são presos, sequestrados, extorquidos ou até deixados para morrer por organizações criminosas transnacionais sem escrúpulos. No ano fiscal de 2021, os países do norte da América Central responderam por 44% das detenções de migrantes ao longo da fronteira sul. Essas campanhas combatem as mentiras espalhadas por traficantes de pessoas e alertam as pessoas sobre os perigos de serem enganados e morrerem nas mãos de organizações criminosas sem escrúpulos.

    Fotos: divulgação CBP