É notável o quanto há de politização atualmente, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil. Usar determinados medicamentos sem comprovação científica para muitas pessoas tornou-se uma questão pessoal. 

Há de se ressaltar que há vacinas seguras disponíveis para a imunização das pessoas e tomá-las é sobretudo uma ação de preocupar-se com a saúde e o bem estar sua e do outro.

No sábado, 21, a US Food and Drug Administration (FDA), publicou um comunicado alertando para os perigos de tomar remédios sem comprovação científica contra a Covid-19, abordando especificamente o caso da Ivermectina. Em linhas gerais, o que a FDA disse é que se você não é um cavalo ou uma vaca, não tome Ivermectina para combater ou prevenir a Covid-19, pois é inapropriado e não é um antiviral.

O que diz o comunicado da FDA:
“Nós estamos vivendo com isto e muitas vezes parece ser para sempre. Levando em conta o número de mortes que ocorreram por causa da doença, talvez não seja surpreendente se alguns consumidores estejam procurando em tratamentos não convencionais, não aprovado ou autorizado pela Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA).

Apesar de isto ser compreensível, por favor tome cuidado. O trabalho da FDA é de avaliar cuidadosamente a informação cientifica de um medicamento para ter certeza de que seja tanto seguro quanto eficaz para uso específico, e então decidir se aprova ou não.

Utilizar qualquer tratamento para COVID-19 que não seja aprovado ou autorizado pela FDA pode ser extremamente perigoso e pode causar sérios danos.

Parece ter havido um aumento no interesse em um medicamento chamado Ivermectina para tratar humanos com COVID-19. Ivermectina é geralmente usada nos Estados Unidos para tratar ou prevenir parasitas em animais. A FDA tem recebido inúmeros relatos de pacientes que solicitaram ajuda médica e foram hospitalizadas após se auto medicarem com Ivermectina destinada a cavalos.

O que você deve saber sobre Ivermectina

  • A FDA não aprovou a Ivermectina para uso em tratamento ou prevenção da COVID-19 em humanos. Os comprimidos de Ivermectina são aprovados em doses especificas para alguns vermes parasitas, e há fórmulas tópicas (na pele) para piolho e doença de pele como rosácea. A Ivermectina não é um antiviral (um medicamento para tratar vírus);
  • Tomar doses excessivas desse medicamento é perigoso e pode causar sérios danos;
  • Se você tem receita para Ivermectina para um uso aprovado da FDA, obtenha de um fornecedor legitimo e use exatamente como prescrito;
  • Nunca utilize medicação destinada a animais para você. A preparação de Ivermectina para animais é bem diferente da aprovada para humanos”.

Jehozadak Pereira

By Jehozadak Pereira

Jehozadak Pereira, é jornalista profissional especializado em jornalismo comunitário e produção de conteúdo informativo e de utilidade pública. É ganhador de inúmeros prêmios e reconhecimentos pela qualidade do seu trabalho comunitário e voluntário. É o editor-chefe e principal articulista do A Notícia USA.

Leave a Reply

Your email address will not be published.