Passadas as restrições da pandemia e com a vida voltando ao normal, é hora de colocar a cara de fora e os pés na estrada e aproveitar cada oportunidade de se divertir e levar a família para conhecer novos lugares. Um lugar para conhecer é a região dos Berkshires que está localiza nas ondulantes colinas e tranqüilos vales da orla ocidental de Massachusetts, 
os Berkshires foram o lugar preferido para residências de verão pela alta classe de Boston por mais de 150 anos. Suas suntuosas e imponentes mansões e “casas de campo“, de cem quartos encontram-se confortavelmente aninhadas na beleza dessas colinas; a maioria está aberta ao público como museus, hotéis e pousadas do tipo “bed and breakfast”.

Os ricos, no entanto, não foram os únicos residentes famosos dos Berkshires. Artistas e poetas há muito têm sido atraídos pela região. Herman Melville, Daniel Chester French e Edith Wharton, entre outros, viveram em casas atualmente transformadas em museus.

Gossips, uma das mais famosas ilustrações de Norman Rockwell. Reprodução

O pintor mais famoso da região é Norman Rockwell, conhecido pelas suas puríssimas pinturas sobre a vida nas cidadezinhas, que apareceram na capa do jornal Saturday Evening Post. Um museu dedicado ao seu trabalho – a maior coleção do mundo – fica logo na saída de Stockbridge, sua cidade natal. 
Perto dali encontra-se Chesterwood, casa de verão do escultor Daniel Chester French, 
que criou a estátua do presidente Lincoln para o Lincoln Memorial em Washington, D.C. 
Ao norte de Chesterwood situa-se Pittsfield, eixo comercial da região central dos Berkshires e sede da fazenda Arrowhead, onde Herman Melville escreveu a clássica novela “Moby Dick”. 
Outro museu popular nos Berkshires é o Hancock Shaker Village.

Os Shakers, um grupo religioso do século 19 que acreditavam num estilo de vida simples e descomplicado. 
Os projetos de mobiliário dos Shakers são obras primas de utilidade e simplificada harmonia. 
Hancock é uma vila inteiramente Shaker, cuidadosamente restaurada, onde o visitante pode ver muitas peças do artesanato Shaker em produção e aprender como vivia esse povo inovador e zeloso. 
Em parte, devido à sua popularidade entre os artistas, os Berkshires são sede de um enorme número de festivais artísticos durante o verão.

O mais famoso deles é Tanglewood, onde a Orquestra Sinfônica de Boston se apresenta durante os meses de verão. 
A audiência se agrupa sobre toalhas nos gramados e desfruta de pratos requintados com champanhe ao mesmo tempo em que ouve a orquestra. 
Ao norte, o Festival de Teatro de Williamstown, amplamente reconhecido como o melhor 
do país, tem entretido o público por mais de vinte anos. Atores americanos bem conhecidos fazem parte do elenco regular. Com respeito à dança, Jacob’s Pillow, de Becket, é a mais antiga e uma das mais prestigiadas companhias do país. Nas proximidades, Shakespeare & Company apresenta regularmente peças do elenco do grande autor de teatro inglês. Esses e muitos outros festivais fazem dos Berkshires uma região de muita atividade artística durante o verão. A região é bem servida de hotéis, restaurantes e casas de breakfest.

Colocar o mapa e rota de acesso saindo de Boston e New York, a uma distância de cerca de duas horas de Boston pela I90 – MassPike W.

Para saber mais sobre as obras de Norman Rockwell visite a página do museu que abriga a obra do artista. Para acessar o álbum com fotos de algumas obras de Norman Rockwell acesse a página específica no Facebook. Tem também o Artsy, que reune artistas inspirados em Norman Rockwell.

admin

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.