God Bless America

God bless America, land that I love
Stand beside her and guide her
Through the night with the light from above
From the mountains to the prairies
To the oceans white with foam
God bless America, my home sweet home
God bless America, land that I love
Stand beside her and guide her
Through the night with the light from above
From the mountains to the prairies
To the oceans white with foam
God bless America, my home sweet home
From the mountains to the prairies
To the oceans white with foam
God bless America, my home sweet home
God bless America, my home sweet home

Na segunda-feira, 4 de julho a América mais uma vez vai parar para comemorar a sua data principal. O aparato de segurança nas ruas será imenso e mobilizará milhares de policiais, ao mesmo tempo que muitas vias serão fechadas para desfiles e paradas cívicas de gente orgulhosa com a sua nação.

Ao cair da noite a tradicional queima de fogos vai encantar e deslumbrar mais uma vez milhões de pessoas ao redor do país. Poderia parar por aí. Mas em contraste com tanta alegria e patriotismo dos americanos, milhões de pessoas padecem nas sombras sem a menor perspectiva de que haja solução em curto prazo para as suas aspirações. Em nome da segurança nacional – o que é um direito inquestionável dos Estados Unidos – uma lei que possibilitaria a legalização de mais de 11 milhões de indocumentados não existe por causa dos caprichos e da vontade dos políticos das duas casas legislativas que não querem saber de aprovar nada que beneficie quem quer que seja.

Há de se reafirmar a concordância de que aqueles que cometeram crimes e delitos graves nos Estados Unidos não podem permanecer, igualmente os que são procurados pela justiça em seus países de origem.

Porém, deportar trabalhadores pelo simples fato de que não têm documentos é de uma falta de sensibilidade ímpar. Justo em um momento em que os Estados Unidos padecem de mão de obra. Em alguns setores a falta de trabalhadores é tão grave que negócios correm o risco de ter que fechar suas portas por falta de funcionários, fato agravado pela pandemia de Covid-19.

Ou seja, sobra trabalho em muitos lugares e se uma reforma fosse votada e aprovada, muita coisa mudaria para melhor.

Existe ainda a grande questão do terrorismo que assusta o mundo e assombra a América e a razão é simples – os Estados Unidos estão sim, preocupados com a questão da segurança nacional, o que é um assunto de vital importância, ao passo que os maiores penalizados são inofensivos trabalhadores cuja única preocupação é ganhar o pão de cada dia, além da busca por dar para suas famílias um padrão de vida melhor do que aquele que eventualmente teriam nos seus países de origem. Dizem também que o imigrante tira o emprego do americano. Tira nada.

Qual destes trabalhadores têm culpa efetiva no que aconteceu em 11 de setembro de 2001, e que provocou todo este estado de coisas? Este dia foi negro e trouxe uma escuridão maior ainda sobre imigrantes indocumentados.

É certo que mesmo com toda sorte de dificuldades que a grande força trabalhadora que são os imigrantes indocumentados que pagam seus impostos e fazem de tudo para contribuir com o progresso americano as restrições diminuíram bastante, embora continuem as deportações em larga escala.

Hoje na sociedade americana há um embate político, social e mais do que nunca o racismo e o preconceito estão presentes em todos os estratos sociais. Uma série de mortes de negros por policiais brancos, fizeram com que as reações aumentassem e provocassem reações as vezes violentas.

Nota-se também o considerável aumento de grupos de supremacistas brancos e de ódio, que mostram a sua cara feia e intolerância abertamente.

Os Estados Unidos têm muitos problemas e dificuldades a resolver e há um longo caminho pela frente, a começar das questões raciais e políticas já citadas entre outras, e nossa oração é para que tenhamos paz e prosperidade.

Nossa gratidão por esta terra que nos acolheu a todos, mesmo que em muitos casos a contragosto, mas mesmo assim devemos nos unir ao povo americano e celebrar o seu maior dia. Que Deus abençoe a América no 4 de Julho e em todos os outros dias.

Fotos: Jehozadak Pereira/A Notícia USA

admin

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.