As festas de final de ano estão chegando, e é o período de presentear e congregar em festas, significando gastos fora do seu orçamento normal. Depois de quase dois anos de incertezas e talvez dificuldades financeiras, devido a pandemia, é mais do que normal o seu desejo de celebrar e presentear aqueles que são importantes para você. Mas a última coisa que você e suas finanças precisam é ter mais contas não pagas e dívidas no cartão de crédito. Infelizmente esta é a forma como muitas pessoas irão terminar o ano, mas você pode começar agora a se planejar para os gastos destas festas que começam no Thanksgiving, seguido da Black Friday. 

Vamos começar fazendo um levantamento das suas intenções e seus objetivos focado neste período de final de ano e aqui estão algumas dicas práticas:
1. Faça uma lista de todas as pessoas que você quer presentear e coloque um valor máximo estipulado para cada presente. 

2. Faça uma lista de todos os gastos associados com as festas de final de ano como: comida, roupa, viagem, decoração, embrulhos de presente, etc.

3. Decida o quanto você pode e gostaria de gastar com o seu orçamento para o final de ano.

Agora vamos a algumas dicas de como começar a economizar e guardar aquele dinheiro extra para os gastos desse período. Crie uma poupança destinada a este objetivo, que chamaremos de “Fundo de Natal”. Comece então a pensar de que forma você pode economizar em outras áreas para canalizar esse dinheiro para esta poupança específica. O objetivo deste planejamento de gastos é não comprometer o seu orçamento e evitando acúmulo de dívidas no cartão de crédito para serem pagas no ano que ainda nem chegou. 

Faça de outubro e novembro meses sem gastos.

Nunca ouviu sobre um mês sem gastos? Isso é quando você corta todos os gastos e compras não essenciais por um mês. Aqui convidamos você para fazer este propósito por dois meses antes do Natal. Você poderá se surpreender ao perceber o quanto se pode economizar se cortando todos os pequenos gastos desnecessários que você geralmente faz sem pensar ou dar muita importância. Sabe aquele vestidinho que estava em promoção e você decidiu comprar com a desculpa de ser um “good deal”, e ficaria lindo na sua filha, mas ela realmente não precisa? Lembra daquela passadinha na padaria ou na loja brasileira só para comprar o pão e você acaba comprando o bolo, a rosca, o salgadinho, e todas aquelas delícias que nos lembram estar na nossa terra natal, mas que realmente só nos faz ganhar calorias e não nutrição? 

Se o gasto não for realmente necessário, você não precisa gastar dinheiro! Você irá fazer isso de forma intencional e pensada com o propósito de crescer o seu “Fundo de Natal”.

Durante os seus “meses sem gastos” você irá perceber que nem todos os gastos e contas são necessários. Colocar o Netflix ou o Amazon ilimitado em pausa por um mês ou alguns meses pode não parecer grande economia, mas o objetivo é você achar pequenos cortes de gastos temporários nos próximos meses possam ser realocados para esta poupança. 

Talvez o maior gasto não essencial que você pode evitar em novembro é o Black Friday e o Cyber Monday. A não ser que você seja disciplinado o suficiente em relação às compras online e promocionais, comprando somente as coisas que realmente estão com grandes descontos, e presentes da sua lista de Natal. Se este não for o seu caso, fique longe de fazer compras no Black Friday e Cyber Monday, foque em ganhar e economizar dinheiro extra. 

Planeje os seus gastos de fim de ano

Faça um trabalho part-time temporário

Neste período muitas empresas estão contratando para empregos temporários. Delivery, venda em lojas de departamento, há uma necessidade muito grande de contratação de funcionários para esta época do ano. A necessidade de delivery para o final de ano é enorme e alguém tem que fazer estes deliveries, e ser pago por este trabalho. Por que não você? 

Empresas como UPS, FedEx e Amazon às vezes te proporcionam o próprio veículo de transporte que você pode trabalhar nesta época do ano. 

Canalize outras economias para o seu “Fundo de Natal” – temporariamente
Se você está economizando regularmente para um outro objetivo financeiro, como um fundo de viagem, uma economia para o seu próximo carro ou um objetivo mais a curto prazo, canalize essas economias para o seu “Fundo de Natal”, somente nos próximos três meses. Se a sua única forma de pagamento para as compras de final de ano é usar um cartão de crédito, se você não tem dinheiro suficiente economizado, divergir de outras economias para focar em se preparar para os gastos de final de ano pode ser uma solução inteligente e beneficiar imensamente a sua saúde financeira a longo prazo.
Somente tenha certeza de voltar ao caminho correto de hábitos de poupar para os outros objetivos originais após você comprar o seu último presente de Natal. 

Espero que nos próximos meses seja capaz de crescer o seu “Fundo de Natal” suficiente para que você possa desfrutar as festas de final de ano sem criar consequências maiores na sua vida financeira e aumentar o stress financeiro que você pode estar tendo. Afinal, o melhor presente que você pode dar a si mesmo e a sua família é entrar um novo ano sem se preocupar em como irá pagar as contas de cartão de crédito e os gastos extras das festas natalinas. 

Ana Claudia Panori

By Ana Claudia Panori

Ana Claudia Panori é conselheira financeira licenciada - financial advisor, membro MDRT e NAIFA, palestrante certificada em financial Wellness on workplace. Trabalha na Prudential Financial e desenvolve há anos um longo trabalho de educação financeira junto à comunidade brasileira. É representante da pasta de Empreendedorismo e Finanças do Conselho de Cidadãos de Boston, além de ser voluntária em diversas causas sociais. Contato: 508.353-9340. Instagram: anaclaudia7835

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *