Sobe
Sétimo colocado no Campeonato Espanhol, o Villareal desbancou o poderoso Bayern de Munique e é o mais pobre dos semifinalistas na Champions League e Real Madrid, Manchester City e  Liverpool, vai decidir quem será o melhor time da Europa

Desce
A cena do torcedor argentino do River Plate na partida contra o Fortaleza, jogando banana para os torcedores brasileiros, mostra que a idiotice e o racismo andam de mãos dadas com os imbecis

Como foi a rodada
O Corinthians passou fácil pelo Avaí com três gols de Roger Guedes (foto da capa) e lidera a Série A com seis pontos no saldo de gols; o Atlético-MG é o vice-líder, também com seis pontos; RB Bragantino e Flamengo fecham o G4 com quatro pontos ganhos. Goiás, Atlético-GO estão em 17º e 18º com um ponto ganho e em 19º e 20º estão o Fortaleza e o Athletico-PR sem nenhum ponto ganho. 

Campeonato Brasileiro
Série A
2ª rodada
Sábado, 16 de abril
Goiás 1 x 1 Palmeiras
América-MG 4 x 1 Juventude
Corinthians 3 x 0 Avaí
Cuiabá 0 x 1 Fluminense
Domingo, 17 de abril
Santos 2 x 1 Coritiba
Flamengo 3 x 1 São Paulo
RB Bragantino 4 x 0 Atlético-GO
Internacional 2 x1  Fortaleza
Athletico-PR 0 x 1 Atlético-MG
Ceará 1 x 3 Botafogo

Série B
2ª rodada
Terça-feira, 12 de abril
Vila Nova-GO 0 x 0 Novorizontino
Cruzeiro 1 x 0 Brusque
Quinta-feira, 14 de abril
Criciúma 1 x 0 Londrina
Sexta-feira, 15 de abril
Grêmio 0 x 1 Chapecoense
Náutico 0 x 1 Bahia
Sábado, 16 de abril
Operário 2 x 0 Ponte Preta
Ituano 0 x 0 CSA
Sampaio Correa 1 x 1 Tombense
Guarani 0 x 0 Sport
CRB 1 x 1 Vasco

Freddy Rincón
O futebol perdeu na semana passada, o colombiano Freddy Rincón, que na década de 1990 e começo dos anos 2000 desfilou sua classe pelos gramados brasileiros e integrou os estrelados elencos de Palmeiras na era Parmalat e o Corinthians. Extraclasse no Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo, Rincón foi transformado por Luxemburgo em um volante que mostrava as travas das chuteiras ao menor sinal de perigo. No Timão ficou conhecido como “Cotovelo de Navalha”, pela destreza com que os usava sem a menor cerimônia, além de botar para correr craques como Edilson e Marcelinho Carioca. Mas Rincón, não era só truculência e comandou ao lado de Carlos Valderrama e Faustino Asprilla a geração mais virtuosa da seleção colombiana, que entre outras proezas goleou a Argentina em nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1994 no Estádio Monumental de Nuñez por 5×0 com dois gols de Rincón, numa das mais eletrizantes partidas de futebol de todos os tempos. Rincón que disputou os mundiais de 1990, 1994 e 1998, morreu na quinta-feira, 14, em decorrência de um acidente de trânsito em Cali, Colômbia, aos 55 anos.

Com uma carreira brilhante, D’Alessandro despede-se do futebol. Foto: SC Internacional

A despedida de D’Alessandro
Aos 41 anos, o argentino mais gaúcho de todos os tempos, Andrés D’Alessandro despediu-se no domingo, 17, do futebol na partida contra o Fortaleza. D’Alessandro jogou no Inter entre 2008-2020, índio jogar no Nacional do Uruguai e em 2022 voltou ao Brasil. D’Alessandro começou a carreira no River Plate, depois jogou no Wolfsburg – Alemanha; no Portsmouth – Inglaterra; Zaragoza – Espanha; San Lorenzo – Argentina; Internacional – Brasil; River Plate – Argentina; Nacional – Uruguais e novamente no Internacional. Habilidoso e talentoso, D’Alessandro nunca disputou uma copa do mundo e marcou época no Internacional pela identificação com a torcida Colorada. No Internacional, D’Alessandro disputou 515 jogos e marcou 96 gols, incluindo o que marcou na última partida contra o Fortaleza.

Paredão
E os clubes brasileiros não perdem a mania antiga de demitir seus treinadores depois de alguns maus resultados. Logo na primeira rodada, Alberto Valentin, Marquinhos Santos e Alexander Medina foram respectivamente mandados embora por Athletico-PR, América-MG e Internacional, clubes da Série A. Felipe Conceição, do Náutico que disputa a Série B também foi demitido. A lista vai aumentar consideravelmente ao longo das rodadas, engrossando a lista de treinadores demitidos sem o menor pudor. A conferir…

Pelé e Fontana travaram bons duelos dentro de campo

Histórias da bola
Presente do Rei para a mãe do zagueirão
O Santos enfrentava o Vasco da temível dupla Brito e Fontana. Para enfrentá-los os atacantes tinham que realmente ser corajosos e o time de Pelé tomava um passeio dos vascaínos que ganhavam por 2×0. Nada dava certo para Pelé que ainda por cima tinha que agüentar as provocações de Fontana que perguntava o tempo todo: – Ô Brito, você viu o Rei por aí? – Ô Brito, o Rei veio hoje? Entre outras piadinhas aqui, uma botinada ali e uma peitada acolá. Faltando cinco minutos para o fim do jogo Pelé marcou dois gols e ao buscar a bola no fundo da rede entregou-a para Fontana e disse: – Leva pra tua mãe e diz que foi presente do Rei…
Dizem que precisaram segurar o Brito para não bater no Fontana e este para não bater em Pelé…

Foto da capa: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *