Deyverson tomou a bola de Andreas Pereira e fez o gol do título

Os bocós…
O que não falta é gente querendo passar vergonha todos os dias, principalmente quando o assunto é futebol e em tratando-se de Flamengo. Sim, como diz o Bruno Henrique “o Framengo tá em otro patamá”, sem contar a famigerada ‘flapress’ que ficou com cara de tacho. No último mês falou-se muita bobagem. Algumas deles são ‘épicas’, de tão exdrúxula que são, acerca da decisão contra o Palmeiras pela Copa Libertadores, que aconteceu no sábado, 27, no Estádio Centenário em Montevidéu. Os bocós precisam entender de uma vez por todas que o jogo só termina quando acaba e cantar vitória antes da hora nunca funciona…  

Rola a bola…
Com Renato Gaúcho mais perdido do que nunca, os jogadores palmeirenses sabiam exatamente o que fazer. Abel Ferreira mostrou mais uma vez que gosta de jogos grandes e restou ao Flamengo rodar a bola sem muita eficácia. Conseguiram empatar, mas a falha grotesca de Andreas Pereira no início do primeiro tempo da prorrogação enterrou de vez qualquer pretensão flamenguista de conquistar a Copa Libertadores e tornar-se pela segunda temporada seguida o principal clube da América Latina.

Campanha do Palmeiras
13 jogos; 9 vitórias; 1 derrota; 3 empates; 29 gols pró e 8 gols contra

Fase de grupos
Universitário de Lima 2 x 3 Palmeiras
Palmeiras 5 x 0 Indenpendientel de Valle
Defensa y Justicia 1 x 2 Palmeiras
Indenpendientel de Valle 0 x 1 Palmeiras
Palmeiras 3 x 4 Defensa y Justicia
Palmeiras 6 x 0 Universitário de Lima
Oitavas de final
Universidad Católica 0 x 1 Palmeiras
Palmeiras 1 x 0 Universidad Católica
Quartas de final
São Paulo 1 x 1 Palmeiras
Palmeiras 3 x 0 São Paulo
Semifinal
Palmeiras 0 x 0 Atlético-MG
Atlético-MG 1 x 1 Palmeiras
Final
Palmeiras 2 x 1 Flamengo

Ficha técnica 
Palmeiras 2 x 1 Flamengo
Palmeiras 
Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Gómez, Luan e Piquerez (Felipe Melo); Danilo (Patrick de Paula), Zé Rafael (Danilo Barbosa), Gustavo Scarpa, Raphael Veiga (Deyverson) e Dudu (Wesley); Rony. Técnico: Abel Ferreira.
Flamengo
Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira (Pedro), Éverton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique (Kenedy) e Gabigol. Técnico: Renato Gaúcho.
Gols 
Raphael Veiga, aos 5 minutos do primeiro tempo. Gabigol, aos 27 minutos do segundo tempo. Deyverson, aos 5 minutos do primeiro tempo da prorrogação.
Árbitro
Néstor Pitana (Argentina).
Cartões amarelos
Rodrigo Caio, Gustavo Gómez, Arrascaeta, Piquerez, Gabigol.
Local
Estádio Centenário, em Montevidéu.

One thought on “Palmeiras vence o Flamengo e é campeão da Libertadores”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *