O brasileiro Fagner Chaves de Lima, 41 anos, morador em East Hartford, Connecticut, foi preso na quarta-feira, 29, em Worcester, Massachusetts e acusado na Corte Federal Distrital dos Estados Unidos em Worcester por tentativa de trazer pessoas ilegalmente para os Estados Unidos.

Na quinta-feira, 30, Lima foi levado para uma audiência diante do juiz federal David H. Hennessy onde ouviu as acusações judiciais.

Entre maio e junho de 2022, um agente encoberto começou a conversar com Fagner Chaves de Lima, através do WhatsApp para supostamente trazer uma irmã e a sobrinha para os Estados Unidos, via fronteira com o México.

De acordo com os promotores federais, Fagner disse ao agente encoberto que há 20 anos, está envolvido com o contrabando de pessoas para os Estados Unidos, e que traz pessoas, “com visto”, “sem visto” e também pessoas que “são procurados pela polícia”. As acusações são de conspiração para trazer pessoas ilegalmente para os Estados Unidos, de avião e de viagens internas, além de providenciar acomodações para quem entra no país. Outra acusação é a de que o brasileiro extorquia pessoas que havia trazido ilegalmente para os Estados Unidos, exigindo pagamentos adicionais para não prejudicá-los e às suas famílias. 

No dia 16 de junho, Fagner Chaves de Lima foi a Worcester para se encontrar com o agente encoberto de quem teria recebido dois cheques no total de US$ 15 mil, como pagamento para a travessia ilegal da suposta irmã e da suposta sobrinha do agente.

Se for considerado culpado de contrabando de pessoas, Lima pode pegar até 10 anos de prisão.

Imagem meramente ilustrativa ICE.gov

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *