O Canadá é desde sempre uma nação acolhedora e que precisa sempre de mão de obra imigrante e ao contrário dos Estados Unidos, proporciona processos de legalização que embora sejam rígidos são relativamente rápidos. O Canadá tem a perspectiva de atrair cerca de 1 milhão de imigrantes até 2023. Nos últimos anos, milhares de brasileiros têm deixado os Estados Unidos e migrado para o Canadá, e a grande pergunta é como migrar legalmente para o Canadá e cumprir todas as exigências legais impostas? Para responder estas dúvidas, entrevistamos Terry Ferreira, filho de brasileiros, nascido em Toronto, no Canadá, cientista político e consultor de imigração licenciado pelo governo canadense, sobre as possibilidades de migração para o país. Confira a seguir as respostas de Terry Ferreira.

Foto Terry
Terry Ferreira é credenciado e autorizado pelo governo canadense para trabalhar com imigração. Foto: Divulgação

Quem pode imigrar para o Canadá?
O Canadá procura profissionais em diversas áreas e estudantes internacionais que tenham interesse em contribuir para o crescimento econômico e o desenvolvimento social da nação. Neste cenário, o Canadá disponibiliza vários programas de imigração para o profissional no Brasil ou de qualquer país quem tenha uma qualificação específica e desejada pelo Canadá, a exemplo de profissionais das áreas da construção civil, de enfermagem e de TI – Tecnologia da Informação. Assim, quanto mais qualificado, mais chances um profissional tem de ser selecionado como imigrante pelo Canadá. Hoje, existe uma grande procura por parte dos estudantes brasileiros, pois existem caminhos para legalização através do estudo, seja ele um curso no nível superior ou mestrado.

Um brasileiro indocumentado que mora nos Estados Unidos pode imigrar direto para o Canadá?
Não. A única forma que a pessoa pode entrar no Canadá, morando nos Estados Unidos indocumentado, é voltando ao Brasil e aplicando para um visto já em solo brasileiro. Porém, há uma única exceção: pessoas que estão sofrendo perseguição ou risco direto de vida e tem um membro da família (primeiro grau) como cidadão canadense ou residente permanente. Enfim, a diferença entre o Canadá e os Estados Unidos, no caso de quem está indocumentado, é que o Canadá oferece um pedido para legalização baseado em questões humanitárias e de compaixão, (este processo de legalização é somente para quem não tem outro meio de legalização). No caso, este requerimento humanitário e de compaixão é destinado a pessoas que moram aqui no Canadá, pessoas que já estão estabilizadas aqui e que certamente sofrerão caso voltassem para o Brasil ou país de origem. Somente para realçar, a pessoa tem que estar dentro do Canadá para requerer a sua “legalização” com fundamento em questões humanitárias e de compaixão.

Quem tem um parente que mora no Canadá pode imigrar em que condições?
Pelo Sponsorship da classe família (Family Class). Este caminho serve para casais, pais e avós. Para outros membros da família somente se forem órfãos menores de idade. Em linhas gerais, também é possível para um irmão/irmã, tio/tia, sobrinho/sobrinha se o “sponsor” não é casado e não tem nenhum outro membro da família morando no Canadá. O atual governo Liberal considera a reunificação da família como prioridade do programa de imigração do Canadá, por mais que os números digam algo contrário. De toda forma, o Canadá projeta receber este ano mais de 170 mil trabalhadores mais 84 mil imigrantes da classe da família.

Como funciona o serviço de imigração do Canadá? 
A primeira grande distinção é feita entre os vários programas federais e os provinciais para imigrar para o Canadá. Sendo que a maioria dos imigrantes são da classe econômica. As províncias do Canadá têm autonomia para ter seus próprios programas de imigração. Isso é fantástico! Cada província adequa o seu programa de acordo com os interesses e particularidades locais. Inclusive, há variação de condições de acordo com as áreas das províncias. No entanto, a maioria dos programas se destina à chamada “Economy Class”, para estudantes internacionais ou pessoas com oferta de trabalho. Na classe econômica, o governo federal canadense utiliza um sistema de pontuação, ou ranking, chamado Express Entry. Dentro do Express Entry existem três programas de imigração: Federal Skilled Worker (FSWP), Federal Skilled Trades (FSWP) e Canadian Experience Class (CEC).O Express Entry calcula seus pontos de acordo com suas habilidades profissionais, nível de educação, domínio em inglês e/ou francês, experiência de trabalho e oferta de trabalho. Periodicamente, o governo do Canadá anuncia uma nota de corte. Os candidatos que estão acima dessa nota de corte recebem o convite para aplicar para residência permanente. É um programa muito bom para profissionais qualificados, principalmente das chamadas profissões não-regulamentadas. Hoje, a maioria dos brasileiros têm vindo para Canadá estudar, matriculando-se e frequentando uma “pós” ou um curso técnico. Neste caso, o cônjuge normalmente tem direito a trabalhar enquanto a pessoa estuda. Após a conclusão do curso, o candidato que estudou tem direto a uma permissão de trabalho (PGWP) de até três anos. A duração do PGWP depende da carga horária do curso. Esse é um caminho para aplicar para residência permanente.

O Canadá tem algum tipo de incentivo para imigrantes?
Há incentivos diretos e indiretos. O Canadá é considerado um dos melhores lugares do mundo para viver. Ano após ano, as cidades canadenses estão entre as melhores do mundo em qualidade de vida. O Canada é um país multicultural, diferentemente de outros países bem ranqueados, que celebra e se orgulha de sua diversidade religiosa, de cor e raça. O Canadá é um país de liberdade, que tem uma qualidade de ensino, moradia, e oferece um sistema de saúde pública de dar inveja a muitas nações. No campo dos benefícios diretos, algumas províncias dão incentivos às pessoas que nelas vivem, trabalham, empreendem, etc, mas tais incentivos decorrem de apenas viverem lá como Residentes Permanentes ou Cidadãos e quem para imigra para essas províncias também recebe esses benefícios.

Quais são os tipos de serviços que um imigrante pode trabalhar no Canadá?
Se um imigrante chegar como residente permanente ele pode trabalhar em qualquer área. Claro, que é necessário validar o diploma em casos de trabalhos regulamentados. Agora, o imigrante que chegar ao Canadá sem profissão, ele geralmente trabalha na área braçal como construção ou limpeza e prestação de serviços. Neste sentido, o Canadá é muito parecido com os Estados Unidos, a única diferença é que os brasileiros que mudam para o Canadá hoje são mais estudados e focados em terem uma oportunidade que o Brasil nega de certa forma. Eu também procuro auxiliar os meus clientes antes de virem para cá. Dependendo, um curso profissionalizante antes de sair do Brasil pode fazer uma grande diferença enquanto o recém-chegado se estabiliza.

Quais são as regiões de maior concentração de brasileiros no Canadá?
Toronto, Vancouver e Quebec são consideradas as regiões com maior número de brasileiros. Com as mudanças e os programas das províncias convidando mais imigrantes, os brasileiros têm mudado para outras áreas do Canadá. Por exemplo, Edmonton tem uma população brasileira crescente por conta da necessidade de mão de obra na construção. “O Canadá hoje se tornou o novo “American Dream” dos brasileiros. Uso muito o termo ‘Canadian Dream’. O Brasil está entre os países que mais envia estudantes para o Canadá. Hoje, os brasileiros têm procurado o Canadá para ter uma qualidade de vida inacessível no Brasil. Eu estou falando de dinheiro, mas, principalmente, de coisas que o dinheiro não pode comprar, como um simples caminhar despreocupado na rua ou a certeza de que se alguém lhe trapacear as chances de o trapaceiro sair impunes são bem menores do que no Brasil. Assim, o Canadá virou um país dos sonhos, de jovens que querem estudar; ter a oportunidade de ter um futuro; e contribuir com o crescimento de um país que lhes dará algo em troca. O Canadá planeja receber 300 mil imigrantes em 2017. Ele está aberto para investidores e pessoas que sonham em viver num país com qualidade de vida. No ano passado, recebemos 50 mil refugiados sírios em um projeto humanitário ambicioso, e o governo canadense ainda planeja receber mais 25 mil refugiados esse ano. Para se ter uma ideia da diferença de mentalidade entre Canadá e Estados Unidos, o Canadá nomeou um ex-refugiado da Somália como ministro da Imigração, enquanto nos Estados Unidos sob a administração  do ex-presidente Donald Trump cidadãos da Somália foram proibidos de entrar no país. Migrar uma ótima oportunidade para quem quer vim conhecer e visitar. Estamos à disposição de quem tem interesse em imigrar para o Canadá. A nossa equipe irá trabalhar para trazer você para o Canadá e mantê-lo aqui. Seja para vistos, estudantes, trabalhadores, unir a família, refugiados e por questões de humanitárias. Imigração em geral”, finaliza Terry Ferreira.

Prestação de serviço
Terry Ferreira & Associates
Para acessar a home page de Terry Ferreira & Associates clique aqui.
1 647-466 -1000
WhatsApp 1 647-410-5507
3431 Dundas Street West, suíte 300
Toronto, Ontario M6E 2P2

Jehozadak Pereira

By Jehozadak Pereira

Jehozadak Pereira, é jornalista profissional especializado em jornalismo comunitário e produção de conteúdo informativo e de utilidade pública. É ganhador de inúmeros prêmios e reconhecimentos pela qualidade do seu trabalho comunitário e voluntário. É o editor-chefe e principal articulista do A Notícia USA.

Leave a Reply

Your email address will not be published.