Geralda Garland, havia sido presa em abril de 2021 e posta em liberdade mediante condições

O escritório da procuradora-geral do Estado de Massachusetts Maura Healey, anunciou na sexta-feira, 3, que a brasileira, Geralda DeMatos Garland, 57 anos, foi formalmente indiciada por tráfico de diversas vítimas para prostituição no Crystal’s Day Spa – cuja razão social é Crystal’s Brazilian Wax Center & Esthetics INC em Revere,  Massachusetts. Além de Garland, foram indiciados Lucas Sobreira, 29 anos e Giacomo Neto, 41 anos, que seriam funcionários do Spa que também era um prostíbulo. Sobreira e Neto foram acusados de agressão, ato indecente contra pessoa com mais de 14 anos, mais de uma vez. Todos os réus serão denunciados na Suffolk Superior Court em data posterior.

Geralda Garland, havia sido presa em abril deste ano por tráfico de pessoas para escravidão sexual, prostituição, lavagem de dinheiro e conspiração em uma operação que envolveu o Gabinete da procuradora geral, a Massachusetts State Police, a polícia de Revere e o U.S. Department of Homeland Security Investigations (HSI). A brasileira pagou uma fiança de US$ 50 mil, passou a ser monitorada por GPS e entregou seu passaporte entre outras condições.

As investigações concluíram que Garland dirigia uma empresa criminosa lucrativa e organizada por meio do Crystal’s Day Spa, que servia de fachada para o tráfico de pessoas. A brasileira também agia como facilitadora de prostituição, recrutando pessoas para oferece-las em atividades sexuais. Também postou anúncios online oferecendo e promovendo encontros para fins sexuais, cobrou dinheiro de clientes e lucrou com a exploração da prostituição.

O escritório da procuradora geral tem uma Divisão de Tráfico Humano, dedicada na prevenção e acusação e inclui uma equipe de promotores especializados, defensores das vítimas e policiais do Estado de Massachusetts que lidam com investigações e processos de alto impacto e multi-jurisdição sobre tráfico humano em todo o estado. Por meio da Divisão de Tráfico de Pessoas, o Gabinete da AG acusou mais de 60 pessoas em conexão com o tráfico de pessoas desde que a lei foi aprovada. 

admin

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.