Wagner Sozi foi condenado por roubo de identidade e fraude

Ricardo Voltaire, 35 anos, foi condenado na segunda-feira, 28, pelo juiz Douglas P. Woodlock, da Corte Distrital Federal; em Boston, a uma pena de um mês de prisão e a 18 meses de liberdade condicional por acusações de fraude em conexão de aplicações fraudulentas de contas de cartões de crédito de lojas usando identidades roubadas. Voltaire que assumiu culpa em outubro de 2021 por uma acusação de conspiração para cometer fraude eletrônica, terá de pagar ainda US$ 81,5 mil além de outros US$ 8 mil que foram confiscados.

Ricardo Voltaire era gerente de vendas da Staples em Dedham e Braintree, Massachusetts e tinha a incumbência de processar pedidos de cartões de crédito da loja, entre outras funções. Em cerca de 60 ocasiões, Voltaire processou aplicações fraudulentas de cartões de crédito, que eram apresentadas a ele pelo brasileiro Wagner Sozi e um outro cúmplice com informações pessoais que eram roubadas de outros indivíduos. As investigações apontaram que Ricardo Voltaire sabia que tanto Sozi quanto seu cúmplice não eram as pessoas mencionadas nas aplicações.

As aplicações para cartões de crédito que foram aprovadas por Ricardo Voltaire, serviram para comprar mais de US$ 81 mil em Gift cards. Voltaire recebeu de Sozi cerca de US$ 8 mil em suborno.   

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *