O governador Charlie Baker, assinou na quinta-feira, 19, uma ordem executiva, ordenando que cerca de 42 mil funcionários públicos do Estado de Massachusetts apresentem até o dia 17 de outubro comprovantes que tenham se vacinado contra a Covid-19. Os que não cumprirem com a exigência podem enfrentar ações disciplinares ou ser demitidos. 

A medida assinada por Baker exige que todos os funcionários públicos estaduais forneçam provas de que foram totalmente vacinados contra a Covid-19. A ordem executiva atinge funcionários de diversos setores da administração pública, que vão desde o gabinete do governador, departamentos de segurança pública, educação, transportes e outros departamentos. Estão incluídos na ordem executiva, cerca de dois mil funcionários terceirizados.

Todos os funcionários estaduais terão obrigatoriamente que receber as doses de reforços da vacina contra a Covid-19, incluindo todos os servidores que trabalham presencialmente e remotamente.

A ordem executiva isenta trabalhadores que não podem ser vacinados por razões médicas ou por crenças religiosas genuínas. O gabinete do governador divulgará nas próximas semanas orientações para os funcionários que se enquadrem neste quesito.

Todos os funcionários terão de provar que foram devidamente vacinados até o dia 17 de outubro e significa uma mudança de opinião do governador que se opunha a exigir que o funcionalismo público estadual fosse obrigado a se imunizar.

A ordem executiva do governador foi elogiada e apoiada pelo sindicato do setor público, ressaltando que os seus membros são protegidos por direitos legais.

Imagem: State House News Service

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *