As pessoas localizadas na casa estavam em condições precárias

Agentes da Polícia Federal, cumpriram na manhã desta sexta-feira, 24, no município de  Fundão, região metropolitana de Vitória, Espírito Santo, um mandado de busca e apreensão e localizaram cerca de dez pessoas – sete adultos e três crianças – que teriam pagado valores de até US$ 30 mil para que atravessadores os guiassem até os Estados Unidos.

Dez agentes federais participaram da operação e localizaram na casa duas pessoas que são investigados pelo envolvimento na promoção de imigração ilegal para os Estados Unidos, sendo que uma delas já foi presa e indiciada anteriormente pelo mesmo crime.

As dez pessoas estavam em condições precárias na casa de transição, morando inclusive em barracas de camping e foram encaminhadas para a Superintendência da Polícia Federal onde foram ouvidas e liberadas.

Os dois investigados são agenciadores e recrutam pessoas interessadas em vir para os Estados Unidos no Espírito Santo, Minas Gerais e Rondônia e a casa de Fundão era um local de espera para a obtenção de documentos, passagens e providências necessárias para a perigosa travessia pela fronteira mexicana.

Os atravessadores ou coiotes prometem que acompanharão as pessoas que os contrataram até o território americano, mas via de regra abandonam-os à própria sorte, restando-lhes entregar-se às autoridades de imigração fronteiriça, onde são indiciados e muitas vezes detidos e separados dos seus filhos e familiares. Outros casos mais trágicos como a de Lenilda dos Santos, 49 anos, que morreu nesta semana depois que foi abandonada sem água em um deserto no Novo México. 

Fotos: Polícia Federal

Jehozadak Pereira

By Jehozadak Pereira

Jehozadak Pereira, é jornalista profissional especializado em jornalismo comunitário e produção de conteúdo informativo e de utilidade pública. É ganhador de inúmeros prêmios e reconhecimentos pela qualidade do seu trabalho comunitário e voluntário.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *