O Centers for Disease Control and Prevention (CDC) emitiu na quinta-feira, 21, um alerta nacional de saúde para notificar médicos e autoridades de saúde pública sobre um grupo de crianças identificadas com hepatite e infecção por adenovírus – e pedir a todos os médicos que estejam atentos aos sintomas e notifiquem aos departamentos de saúde estaduais e municipais quaisquer casos suspeitos de hepatite de origem desconhecida.

O CDC está trabalhando com o Departamento de Saúde Pública do Alabama para investigar um conjunto de nove casos de hepatite de origem desconhecida em crianças de um a seis anos de idade, todas previamente saudáveis. Nenhuma dessas crianças estava no hospital por causa de uma infecção atual por SARS-CoV-2 – o que poderia ser uma hipótese. Os primeiros casos nos Estados Unidos foram identificados em outubro de 2021 em um hospital infantil no Alabama que admitiu cinco crianças com lesão hepática significativa (incluindo algumas com insuficiência hepática aguda) sem causa conhecida, que também testaram positivo para adenovírus. Os vírus da hepatite A, hepatite B e hepatite C foram descartados.

Já foram detectados mais de 100 casos em diversos países da Europa.

Após uma investigação, uma revisão dos registros hospitalares identificou quatro casos adicionais, todos com lesão hepática e infecção por adenovírus; exames laboratoriais identificaram que algumas dessas crianças tinham adenovírus tipo 41, que mais comumente causa gastroenterite aguda pediátrica. Nenhum vínculo epidemiológico conhecido ou exposições comuns foram encontrados entre essas crianças. Um alerta em todo o estado para obter casos adicionais em 1º de fevereiro de 2022 não gerou mais casos de crianças infectadas.

Os sintomas de hepatite, ou inflamação do fígado, incluem:
– Febre
– Fadiga 
– Perda de apetite
– Náuseas
– Vômitos 
– Dor abdominal
– Urina escura
– Fezes de cor clara
– Dor nas articulações e,
– Icterícia e podem ser causados ​​por vírus. 

Os adenovírus se espalham e dependendo do tipo, também podem causar outras doenças, como:
– Gastroenterite (inflamação do estômago ou intestinos)
– Conjuntivite (olho rosa) e, 
– Cistite (infecção da bexiga). 

O adenovírus tipo 41 geralmente se apresenta como: 
– Diarreia
– Vômito e febre, muitas vezes acompanhados de sintomas respiratórios.

Embora existam relatos de casos de hepatite em crianças imunocomprometidas com infecção por adenovírus, o adenovírus tipo 41 não é conhecido por ser uma causa de hepatite em crianças saudáveis.

O CDC está trabalhando com os departamentos de saúde estaduais para apurar se há casos adicionais nos Estados Unidos e o que pode estar causando essas ocorrências. Neste momento, o adenovírus pode ser a causa desses casos relatados, mas os investigadores ainda estão aprendendo mais – incluindo descartar outras possíveis causas e identificar outros possíveis fatores contribuintes. Até agora, outras causas comuns de hepatite viral, como hepatite A, B e C, foram descartadas.

O CDC está pedindo aos médicos que considerem o teste de adenovírus para pacientes pediátricos com hepatite de etiologia desconhecida e que relatem quaisquer possíveis casos de hepatite de origem desconhecida ao CDC e às autoridades estaduais de saúde pública. 

O CDC incentiva pais e cuidadores a estarem cientes dos sintomas da hepatite e a entrar em contato com o profissional de saúde em caso de dúvidas, além de recomendar que as crianças estejam em dia com todas as suas vacinas e que os pais e cuidadores de crianças pequenas tomem as mesmas ações preventivas diárias que são recomendadas para todos, incluindo lavar as mãos com frequência, evitar pessoas doentes.

Jehozadak Pereira

By Jehozadak Pereira

Jehozadak Pereira, é jornalista profissional especializado em jornalismo comunitário e produção de conteúdo informativo e de utilidade pública. É ganhador de inúmeros prêmios e reconhecimentos pela qualidade do seu trabalho comunitário e voluntário. É o editor-chefe e principal articulista do A Notícia USA.

Leave a Reply

Your email address will not be published.