Clique Play para ouvir o Podcast.

Com 1.85 milhões de aplicativos no Apple App Store, e 2.56 milhões no Google Play Store, os aplicativos para smartphone tem uma liderança de 56% do market share dos dispositivos de computação e comunicação no tráfego global.

A falta de profissionais com experiência no mercado de desenvolvimento de aplicativos é uma das razões primárias.

Habilidades básicas de programação não são tão difíceis de aprender, mas quando os requerimentos de funções no aplicativo começam a ficar complexos, e o aplicativo é algo mais do que uma simples calculadora, a perícia no desenvolvimento começa a contar.

Há duas formas de desenvolvimento:

  • Engenharia e desenvolvimento;
  • Pesquisa e desenvolvimento.

A engenharia é quando o engenheiro programador já tem ideia e experiência de como fazer funções específicas requeridas para o aplicativo funcionar.

A pesquisa é quando o engenheiro programador precisa desenvolver e depois testar as funções e verificar se cobrem requerimentos.

Bons desenvolvedores precisam ter experiência de soluções no nível comercial e industrial,  e estar atualizados com determinadas tecnologias, estrutura e linguagem de programação.

Um aplicativo precisa de um desenvolvimento “nativo”; ao contrário de desenvolvimento para web, o desenvolvimento nativo exige que o projeto de software depois de desenvolvido, seja compilado para gerar os devidos programas para funcionar um aplicativo. Considere a compilação como uma tradução de linguagem de programação mais legível para seres humanos, transformada em linguagem somente entendida por computadores.

A linguagem usada em um navegador web por exemplo, a maioria das vezes é uma “script language”, ou seja, instruções para um computador ainda no formato mais legível para seres humanos, mas interpretada por um programa (nesse caso o navegador web) para seguir as instruções e executar funções pré-definidas.

Criar um aplicativo é como fazer um filme de Hollywood, se você quer um blockbuster premiado, e não um vídeo amador,  você precisa contratar uma companhia com uma equipe de desenvolvedores móveis qualificada. Além do risco de qualidade, o problema de desenvolvedores inexperientes podem provocar um longo prazo para entrega do produto, sendo assim aumentando extensivamente o custo e o tempo do desenvolvimento do aplicativo.

O pré-desenvolvimento de um aplicativo é muito importante, e as reuniões para definição de funções e desenho pode fazer a grande diferença disciplina de ciclo de vida de desenvolvimento de software.

Eduardo Ribeiro

By Eduardo Ribeiro

Eduardo Ribeiro é um experiente profissional em Engenharia de Software com atuação na Indústria de Registros Médicos Eletrônicos. É empresário no ramo da computação gráfica e de soluções globais em softwares. Eduardo é especialista em desenvolvimento de softwares e suas aplicações, banco de dados – cliente/servidor. As especialidades de Eduardo são as seguintes: certificação em programação Visual C ++; certificação em JavaScript, desenvolvedor de videogames multiplataforma; Arquitetura de Software Model View Controller (MVC); Análise e design de algoritmos; Inteligência Artificial para videogames; Fundamentos de Desenvolvimento de Mecanismos de Jogos; Arquitetura de Mecanismos de Jogos 3D; Scripting e ferramentas de Mecanismos de Jogos; Teste e depuração de Software de Jogos; Análise e Design de Requisitos de Software; Estruturas de dados; Engenharia de software’ Desenvolvimento de produtos em equipe entre outros.

Leave a Reply

Your email address will not be published.